Home Cursos e Concursos Técnica Mnemônica: memorize mais conteúdo

Técnica Mnemônica: memorize mais conteúdo

149
0
Compartilhe
Técnica Mnemônica: memorize mais conteúdo
Técnica Mnemônica: memorize mais conteúdo

Um concurso público demanda bastante conhecimento. É tanto detalhe que, às vezes, fica difícil se lembrar de tudo na hora da prova. Por isso, vale a pena investir em recursos de memorização, tais como a técnica mnemônica. Fique conosco para entender como ela funciona e qual é a vantagem de aplicá-la aos estudos.

O que é a técnica mnemônica

A memorização mnemônica é uma estratégia antiga para assimilar conteúdo difícil. Ela consiste na simplificação e na associação de palavras. Assim, você consegue recordar conceitos complexos com uma rapidez espantosa.

É possível usar acrósticos, palavras-chave, esquemas visuais e até canções. Vale tudo para dar uma forcinha ao cérebro. E o mais impressionante é que a técnica dá certo mesmo!

Sabe por quê? Porque nossa memória funciona a partir de gatilhos. Basta sentir cheiro de carne assada para se lembrar dos almoços de domingo na casa do vô. Ou, então, uma música toca no rádio e transporta você direto a sua festa de formatura.

Já passou por algo assim, né? O objetivo dos mnemônicos é justamente este: criar novos gatilhos de associação para você acessar o conhecimento certo na hora desejada.

Saiba mais: Estratégias para acertar mais na prova de múltipla escolha

Como exercitar a memorização mnemônica

Um exemplo de mnemônico popular entre concurseiros é a sigla LIMPE. Ela se refere aos cinco princípios fundamentais do Direito Administrativo: Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência.

Embora a palavra “limpe” não tenha relação direta com legislação, ela traz resultado para os estudos. Afinal, é bem mais fácil se lembrar desse termo e, a partir daí, fazer a associação das letras com as iniciais de cada princípio.

Existem incontáveis fórmulas mnemônicas prontas na internet, mas você também pode criar seus próprios recursos de memorização. Para tanto, siga estes passos:

– Escolha uma lista de itens ou conceitos que você precisa memorizar;

– Monte uma palavra ou uma frase simples com as iniciais desses termos;

– Pratique a reversão, isto é, leia o mnemônico e tente se lembrar dos itens originais.

Obs.: Cuide para não exagerar. Os mnemônicos são úteis para as partes mais complicadas da matéria. Contudo, se você abusar da técnica, pode bagunçar a cabeça!

Mnemônica não é decoreba

É importante ressaltar que a técnica mnemônica, assim como outros truques de memorização, vai além de uma mera decoreba. Ela se configura, isto sim, como uma maneira mais fácil de acessar o conhecimento. Porém, o recurso só funciona se você atingir o aprendizado real do conteúdo.

Decorar frases soltas sem uma compreensão verdadeira do assunto pode ser um tiro no pé. Você vai gastar energia para bolar acrônimos, musiquinhas e esquemas visuais, mas não conseguirá aplicar o conhecimento na hora da prova.

Portanto, antes de inventar moda, experimente outros modelos de estudo. Pode ser que a mnemônica funcione, pode ser que não. É preciso entender como sua mente assimila as informações. Tendo essa noção, você conseguirá até aprender mais rápido.

Saiba mais: Veja como é possível aprender mais rápido

Gostou do artigo de hoje? Então assine gratuitamente a newsletter do Andresan. Em breve, voltaremos com mais dicas de estudos e preparação para concurso público. Até lá!

Cadastre-se e receba nossa Newsletter

Gostou do conteúdo? Inscreva-se na nossa newsletter.