Home Cursos e Concursos Tédio nos estudos: aprenda a driblar esse obstáculo.

Tédio nos estudos: aprenda a driblar esse obstáculo.

345
0
Compartilhe
Tédio nos estudos: aprenda a driblar esse obstáculo
Tédio nos estudos: aprenda a driblar esse obstáculo

Quando a rotina de estudos se torna muito repetitiva, o tédio aparece. A gente fica sem ânimo para seguir o cronograma, a produtividade cai e as distrações se tornam cada vez mais convidativas. Dá vontade de largar tudo para ficar maratonando séries, né? O problema é que, nesse ritmo, a aprovação no concurso público vira um sonho distante. Como lidar?

Tédio faz parte da rotina de estudos

Convenhamos que estudar nem sempre é uma atividade muito dinâmica. O ritual de ler apostilas, fazer anotações e resolver exercícios exige tranquilidade. Trata-se de um esforço mental que, além de exaustivo, não desperta os mesmos estímulos de uma festa ou uma partida de futebol. Ou seja: está mais para concentração que para emoção.

Quem entrou na “lida concurseira” sabe disso, mas às vezes se esquece. Portanto, vale reiterar: a preparação para as provas será, sim, um processo longo, talvez até um pouco maçante. Você não se torna o gênio do Direito Constitucional da noite para o dia. É preciso ir trabalhando aos poucos, para dar tempo de assimilar as informações e transformá-las em conhecimento.

Durante esse caminho, haverá dias melhores que outros. Somos humanos, afinal. Conflitos familiares, estresse no trabalho e a vontade de ter vida social ativa mexem com os nossos nervos. E, se tudo parece parado demais, queremos novidades e intensidade!

O que isso significa? Que o tédio – bem como a raiva, a angústia e a tristeza – faz parte do dia a dia. Você dificilmente conseguirá eliminá-lo. O que dá para fazer é controlá-lo para que o monstrinho não cresça.

Dicas para controlar o tédio e não prejudicar os estudos

Nossa primeira sugestão soa bastante pragmática: apenas siga o plano de estudos. Talvez você relute ou queira postergar uma tarefa difícil, e é aí que mora o perigo.

Por mais cansaço, aborrecimento ou impaciência que haja, basta começar. Leia a matéria, revise o conteúdo, responda as questões… Depois que se entra no ritmo, a mente “acorda” e o tédio vai embora.

Outra abordagem bastante eficaz é a gamificação. Basicamente, isso significa transformar a rotina numa espécie de jogo, deixando-a mais estimulante.

Seu objetivo final é passar no concurso, certo? Porém, antes disso, você deve aprender diversas matérias. Então, a dica é quebrar a meta de longo prazo (a aprovação) em metas menores, que possam ser cumpridas num dia ou numa semana. Sim, tal como as fases de um videogame.

Por exemplo, proponha-se a trabalhar um capítulo da apostila por dia. Sempre que terminar a atividade da vez, você ganhará uma recompensa – assistir a um episódio dum seriado, ouvir música etc. Se não finalizar a missão a tempo, nada de prêmio!  

Os pequenos incentivos ao longo da jornada alimentam nossa vontade de ir além. A gente percebe o próprio progresso. Assim, passar na prova deixa de ser um sonho distante e vira uma possibilidade concreta.

Agora, caso o desânimo persista, talvez seja hora de fortalecer sua saúde mental. Pessoas que estudam para concurso podem sofrer de transtornos de ansiedade e depressão. Portanto, não tenha vergonha de pedir ajuda profissional.

Gostou das dicas? Já teve que enfrentar o tédio durante a rotina de estudos? Deixe um comentário! E siga de olho no nosso blog para mais conteúdo sobre carreira pública. Até a próxima. 😉

Cadastre-se e receba nossa Newsletter

Gostou do conteúdo? Inscreva-se na nossa newsletter.