Home Dicas de Estudo Prova de múltipla escolha: truques para acertar mais.

Prova de múltipla escolha: truques para acertar mais.

517
0
Compartilhe
Prova de múltipla escolha: truques para acertar mais
Prova de múltipla escolha: truques para acertar mais

Você já ficou em dúvida entre duas ou mais alternativas numa prova de múltipla escolha, né? Acontece bastante com quem presta concurso público. E essa cena pode se tornar um pesadelo aos candidatos, pois uma única questão errada às vezes significa a diferença entre a aprovação e a eliminação do certame.

O que fazer numa hora dessas? Marcar qualquer resposta e torcer pelo desfecho feliz? Óbvio que não! Embora a melhor estratégia continue sendo o estudo focado, existem alguns truques que aumentam suas chances de acerto. Vamos a eles.

Técnicas para acertar na prova de múltipla escolha

Importante: as dicas a seguir são genéricas, baseadas na nossa experiência em concursos anteriores. Não se trata de um manual com regras fixas, mas, sim, de tendências que podem auxiliar as pessoas indecisas. Convém estudar o histórico da banca organizadora para familiarizar-se com o estilo de prova. Enfim, a lista:

Preste atenção às respostas antagônicas. Se você encontrar duas alternativas e uma afirmar o exato oposto da outra, é bem provável que uma das duas seja a correta. As demais estarão ali apenas para fazer número.

Prefira a explicação mais fácil (e/ou mais extensa). Os organizadores do concurso público não podem deixar margem para erro. Sendo assim, a alternativa correta geralmente traz uma explicação clara, sem termos subjetivos. Na dúvida entre duas, escolha a que você compreender melhor, mesmo que o texto esteja um pouco longo.

Encontre palavras semelhantes. Existe um elemento em comum na maioria das alternativas? Então essa informação provavelmente faz parte da resposta certa. Use o truque para eliminar as outras opções.

Fuja das generalizações. Uma afirmação do tipo “todas as alternativas são verdadeiras” ou “todas as alternativas são falsas” costuma confundir o candidato. Essa é a intenção! Na maior parte das vezes, não passa de uma pegadinha da banca. Melhor investir nas explicações mais detalhadas.

Tenha cuidado com a intensidade dos termos. Palavras como “sempre”, “todos”, “nunca” e “ninguém” são taxativas demais. Elas podem estar associadas a uma resposta falsa. Afinal, quem estuda legislação a fundo sabe muito bem que há nuances para várias regras.

Preparação para concurso vai além da múltipla escolha

E quando tudo mais falhar, o que resta? O chute. Alguns concursos públicos descontam pontos de quem deixa questões em branco. Portanto, se você não fizer a menor ideia de qual seja a resposta correta, vale a pena marcar qualquer uma. Numa prova de múltipla escolha com cinco alternativas, há uma chance de 20% de acerto.

Convenhamos que tal estratégia parece pouco promissora, né? Aliás, como você pôde perceber, os macetes que ensinamos no post de hoje não fazem milagre. Mesmo com alguns truques na manga, ainda é necessário ter o domínio do conteúdo.

A preparação para provas objetivas envolve, primeiro, o estudo da matéria. Também é bom resolver questões de concursos passados, uma forma de testar tanto o conhecimento quanto o equilíbrio emocional. Além disso, os simulados são ótimos para calcular o tempo gasto com cada pergunta. (Quer saber mais? Acesse o link e continue a leitura!)

Esperamos que nossas dicas tenham sido úteis. Continue de olho no blog do Andresan para mais novidades sobre preparação para concurso público. Até a próxima!

Cadastre-se e receba nossa Newsletter

Gostou do conteúdo? Inscreva-se na nossa newsletter.