Home Cursos e Concursos O que é a prova de títulos do concurso público

O que é a prova de títulos do concurso público

237
0
Compartilhe
Como equilibrar estudo e lazer no dia a dia?
Como equilibrar estudo e lazer no dia a dia?

Os concursos mais disputados do Brasil não assustam apenas pela concorrência. Além da alta procura dos candidatos, há uma série de etapas até a aprovação. Uma delas é a prova de títulos, de caráter classificatório. Continue conosco e veja como funciona essa fase dos certames.

Como funciona a prova de títulos dos concursos públicos?

A prova de títulos, também chamada de análise curricular, serve como uma espécie de triagem dos participantes. A ideia é verificar quem tem mais qualificações para ocupar o cargo.

Os títulos nada mais são que os diplomas e certificados obtidos pelo indivíduo. Vale graduação, pós-graduação (MBA, mestrado…) e outros cursos de formação continuada, desde que tenham relação direta com a vaga em disputa.

Essa documentação obedece a uma tabela de pontos. Por exemplo, um diploma de mestrado na área pode valer dois pontos. MBA vale um ponto e assim por diante.

O edital apresenta a relação de títulos válidos e determina qual será a pontuação máxima obtida na avaliação curricular. Mais adiante, esse número será somado à nota da prova objetiva, melhorando a classificação geral do candidato.

Prova de títulos elimina candidatos do concurso?

Não. A prova de títulos tem caráter classificatório. Ela existe apenas como um filtro a mais para apontar os aprovados no certame. Quem pontua sobe no ranking, mas quem não pontua não recebe descontos ou punições.

Vale lembrar que a primeira etapa de um concurso público é, sempre, a prova objetiva. Os candidatos que passam por essa fase seguem às próximas avaliações, podendo ser teste de aptidão física, investigação social, entre outras.

Os procedimentos variam de acordo com a natureza do órgão público. Ou seja, nem todo concurso tem prova de títulos.

Ainda assim, caso essa etapa exista, acalme-se. Se você obtiver uma nota muito alta na fase objetiva, conseguirá uma boa classificação, mesmo que não acumule a pontuação máxima na avaliação curricular.

O desafio maior está nos certames acirrados, cujos participantes disputam em pé de igualmente. Devido à qualidade equilibrada dos candidatos, muita gente fica próxima da nota máxima. Assim, qualquer pontinho a mais pesa bastante no final.

Nessa situação, a prova de títulos pode significar a diferença entre a aprovação imediata e o cadastro de reserva.

Vale a pena disputar concurso com análise curricular?

A resposta depende de seu objetivo na carreira de servidor. Você quer apenas a estabilidade, independentemente do cargo? Ou almeja uma posição mais alta na hierarquia?

Quem está no segundo grupo provavelmente busca uma vaga específica, então deve se preparar ao máximo para conquistá-la. Quando falamos de oportunidades para nível superior, isso geralmente inclui a qualificação contínua, indo além da graduação.

Matricular-se num MBA ou num curso livre é uma forma de obter mais conhecimento. Você aumenta as chances de se dar bem não só no serviço público, mas em qualquer caminho profissional que escolher. E, claro, acaba obtendo títulos que vão lhe deixar à frente da concorrência numa eventual disputa.

Esperamos que o conteúdo de hoje tenha sido útil. Continue de olho em nosso blog e veja mais informações sobre preparação para concurso público. Até a próxima!

Cadastre-se e receba nossa Newsletter

Gostou do conteúdo? Inscreva-se na nossa newsletter.