Home Cursos e Concursos Como organizar a agenda de estudos do concurseiro

Como organizar a agenda de estudos do concurseiro

1576
0
Compartilhe
Concurso público: Melhore o rendimento na prova com estas 5 dicas
Concurso público: Melhore o rendimento na prova com estas 5 dicas

Preparação para concurso público vai além da leitura de apostilas. É preciso ter organização. Nesse ponto, a agenda de estudos do concurseiro pode ser uma importante ferramenta no caminho até a prova. Confira algumas dicas de como planejar seu dia a dia.

Agenda de estudos: invista num planner

O primeiro passo para montar uma rotina de estudos é analisar o tempo que você tem. Muitos estudantes se dividem entre as aulas e o trabalho, ou mesmo dedicam-se a tarefas domésticas.

Qualquer que seja a sua realidade, prepare-se para ter um horário fixo, todos os dias, exclusivo para leituras e exercícios de revisão. Depois, comece a desenhar seu cronograma de atividades dentro desse período.

Existem muitas técnicas de produtividade (e, inclusive, já falamos delas aqui). A maioria indica que o segredo para o sucesso está em pegar uma grande meta e quebrá-la em metas menores. No caso, para você dominar o conteúdo da prova, deve estudar um pouco da matéria a cada dia.

É aí que entra a relevância do planner. Não se trata apenas de uma agenda de estudos, mas, sim, de um método para organizar tarefas de curto, médio e longo prazos.

Tanto faz se você utiliza um caderninho ou um aplicativo no celular. O importante é visualizar o calendário, pois, assim, fica mais fácil distribuir as demandas conforme o tempo disponível.

Então, basta seguir o plano e realizar as atividades previstas para cada dia. Em breve, seu conhecimento vai dar um salto!

Dica: lembre-se das revisões pelo menos uma vez por semana. Inclua simulados na agenda, também.

Agenda do concurseiro deve acompanhar as datas importantes

É possível preparar-se para concurso público mesmo antes do lançamento do edital. Ainda assim, você deve ficar de olho na divulgação desse documento.

O texto inclui as principais datas relativas ao certame. Vão constar, por exemplo, o prazo máximo para pagar a taxa de inscrição, o período para apresentar documentos (se for necessário) e, claro, o dia da prova.

Insira essas informações no seu planner. Dessa maneira, diminui-se o risco de esquecimento.

Já pensou se você se distrai com os estudos e deixa de cumprir com uma das etapas obrigatórias? A consequência será a eliminação do processo seletivo, de modo que todo seu esforço até o momento será desperdiçado. Melhor prevenir uma situação tão chata, hein?

No mais, acompanhar os dados do edital ajuda a planejar a agenda de estudos. O dia da prova será a data-limite. Todo o cronograma de tarefas que você definir terá que ser executado até essa ocasião. Aliás, o ideal é finalizá-lo pelo menos uma semana antes, sobrando mais tempo para revisar o material, descansar e diminuir a ansiedade.

Resumindo: preste atenção ao calendário, organize um cronograma e siga um plano de estudos constante. Disciplina e organização potencializam o conhecimento de quem quer passar em concurso.

Gostou das dicas? Acesse os links ao longo do artigo e confira mais posts sobre o assunto! Esperamos que os conselhos sejam úteis e que você tenha um futuro brilhante na carreira pública.

Bons estudos e até a próxima!

Cadastre-se e receba nossa Newsletter

Gostou do conteúdo? Inscreva-se na nossa newsletter.