Home Cursos e Concursos Estudar sozinho ou em grupo: o que é mais produtivo?

Estudar sozinho ou em grupo: o que é mais produtivo?

592
1
Compartilhe

Existem diferentes maneiras de se preparar para um concurso público. Por exemplo, você já comparou as vantagens de estudar sozinho ou em grupo? Talvez uma mudança de estratégia seja o que está faltando para lhe dar um novo gás no caminho até a aprovação.

No post de hoje, vamos conferir qual é o momento certo para recorrer a cada modalidade de estudos. Fique conosco!

Estudar sozinho ou em grupo? O esforço é sempre individual

Para começo de conversa, cabe lembrar que o progresso em qualquer atividade da vida depende de uma boa dose de esforço pessoal. No caso de um concurso público, a concorrência pode ser um fator que amedronta alguns candidatos. Porém, no fim das contas, a maior competição é, sempre, a de você consigo mesmo.

Atingir a aprovação num certame requer conhecimento. Só que cada indivíduo tem um tempo diferente para assimilar o conteúdo. Talvez você tenha facilidade para as questões de Língua Portuguesa, mas demore um pouco mais para avançar na apostila de Direito Constitucional. Talvez seja o contrário: Legislação é barbada, mas as regras do Português parecem confusas.

Sendo assim, é importante que você respeite o tempo de seu aprendizado. Preste atenção aos detalhes e vá adiante na matéria somente quando você tiver certeza de que entendeu o assunto anterior.

Estudar sozinho, nesse ponto, acaba sendo vantajoso. Além de respeitar o próprio ritmo, você consegue definir um esquema que seja mais produtivo. Tem gente que aprende melhor fazendo resumos. Tem quem prefira ler os textos em voz alta. Há os que recorrem à Técnica Pomodoro. Há os que estudam de manhã e os que rendem mais à noite, os que se trancam no quarto e os que vão à biblioteca.

Em resumo, vale a máxima de Delfos: “conhece-te a ti mesmo”. Experimente diferentes métodos até encontrar o que seja mais confortável.

Quando é hora de estudar em grupo?

Bem, os parágrafos anteriores podem dar a entender que estudar em grupo é um atraso. Longe disso! Ocorre que há momentos específicos em que essa modalidade é bem-vinda.

Por exemplo, que tal organizar uma turma de três ou quatro colegas para resolver questões em conjunto e discutir os exercícios uma vez por semana? Essa tática pode ser ótima para tirar dúvidas. Apenas certifique-se de que todos tenham o mesmo objetivo, isto é, estejam vendo as mesmas matérias e se preparando para o mesmo concurso.

Um círculo de amigos concurseiros também serve para diminuir a pressão. Todo mundo que estuda para uma prova disputada sabe como esse processo é tenso. Algumas pessoas pensam em desistir ou temem que não conseguirão dar conta do recado.

Nessas situações, estudar em grupo é ótimo para você perceber que não está sozinho. Existem outras pessoas com as mesmas incertezas e angústias. Juntos, vocês poderão aliviar o estresse e incentivar uns aos outros.

Dica: existem comunidades de concurseiros nas redes sociais. Participar de fóruns on-line é uma alternativa para compartilhar ideias e encontrar novas referências. Só tome cuidado para não gastar tempo demais no Facebook ou no Instagram, né? As distrações desse meio podem tirar o seu foco.

E então? Já sabe quando estudar por conta própria ou com companhia? Esperamos que as dicas de hoje ajudem você na preparação para concurso público. Até a próxima!

Cadastre-se e receba nossa Newsletter

Gostou do conteúdo? Inscreva-se na nossa newsletter.

  • Guilherme Lima

    Estude sozinho ou em grupo, mas nunca deixe de estudar!