Home Cursos e Concursos Ouvir música ajuda nos estudos! Conheça os melhores estilos

Ouvir música ajuda nos estudos! Conheça os melhores estilos

246
0
Compartilhe

Concentrar-se nos estudos pode ser um desafio complicado, ainda mais quando você vive numa região barulhenta. Buzinas de carros, latidos de cachorros e até gente conversando costumam ser distrações que ameaçam a produtividade. Felizmente, existe uma alternativa para melhorar esse cenário: escolher a trilha sonora certa.

Determinados estilos musicais ajudam a aumentar o foco em uma tarefa. E a ciência ensina por que esse fenômeno acontece. A seguir, conheça as músicas mais adequadas para você ouvir enquanto lê as apostilas ou realiza exercícios de revisão.

Como a música ajuda nos estudos

O cérebro humano tem a capacidade de priorizar um estímulo em detrimento dos outros. É a chamada atenção seletiva. Isso explica como alguns indivíduos conseguem mergulhar na história de um livro mesmo nas situações mais adversas. Não importa se tem britadeira operando ou sirene de ambulância, pois nada tira o foco da pessoa.

Porém, nem todo mundo tem esse privilégio. Alguns concurseiros são particularmente sensíveis a ruídos. Basta um telefone tocar para que todo o raciocínio se perca.

Já aconteceu com você? É porque a audição faz parte de nosso sistema de alerta. Na natureza selvagem, um estrondo mais forte significava perigo, então, até hoje, há essa tendência a dar importância aos barulhos ao redor.

Pois a ciência indica que a música pode reorganizar os sentidos. Ela mantém nossa cabeça relativamente ocupada. Em vez de prestar atenção a alarmes ou gritos, o aparelho auditivo capta melodias agradáveis. O cérebro também produz noradrenalina, neurotransmissor que ajuda a regular a ansiedade e o estresse.

O resultado não poderia ser melhor: concentração e produtividade nos estudos. Só que a escolha da playlist deve ser criteriosa.

Melhores estilos musicais para ouvir durante os estudos

Sabe aquele pagode romântico dos anos 1990 que você adora, ou o sertanejo universitário que toca em qualquer festa da firma? Esqueça. As músicas mais adequadas para estudar passam longe dos sucessos radiofônicos.

Se a canção tem letra, ou então uma batida muito agitada, ela será tão distrativa quanto um televisor ligado no último volume. Prefira músicas neutras, aquelas que não animam nem entristecem demais.

Peças orquestradas são uma ótima opção. Estudos das áreas de neurociência e psicoacústica, a psicologia da percepção dos sons, vêm demonstrando isso. Já se sabe que obras de Mozart, Tchaikovsky e Bach são capazes de melhorar funções cognitivas.

A música de concerto está associada, ainda, à redução da pressão sanguínea. Ou seja: funciona como recurso para relaxar.

Compositores contemporâneos também se dedicam a criar paisagens sonoras amenas. O músico Brian Eno tem álbuns icônicos, como Music for Airports. Já o DJ Moby lançou, recentemente, o trabalho Long Ambients, indicado para quem tem problemas de insônia.

Além dessas opções, você pode apostar em trilhas New Age de meditação. O importante é encontrar músicas que não perturbem nem se tornem muito repetitivas.

Dica: se possível, use a versão premium de seu aplicativo de streaming de música. Desse modo, a lista de reprodução não será interrompida por propagandas e o resultado ficará mais satisfatório.

Conhece alguma playlist que ajude nos estudos? Deixe sua sugestão nos comentários!

Cadastre-se e receba nossa Newsletter

Gostou do conteúdo? Inscreva-se na nossa newsletter.