Home Dicas de Estudo Vença a resistência para estudar as matérias mais difíceis

Vença a resistência para estudar as matérias mais difíceis

252
0
Compartilhe
Vença a resistência para estudar as matérias mais difíceis
Vença a resistência para estudar as matérias mais difíceis

Quem já começou a se preparar para concurso público sabe como o caminho pode ser tortuoso. Em algum momento, será preciso estudar matérias difíceis, ou pelo menos assuntos que você nunca viu na vida. Então, bate a preguiça, o desânimo e até a frustração por não conseguir avançar no conteúdo.

Pois chega de enrolação. Hoje vamos dar três dicas simples para você parar de procrastinar. Com um pouquinho de esforço e disciplina, não existe desafio complicado na busca por um objetivo de vida. Acompanhe:

1. Comece pelas matérias difíceis. Simplesmente comece!

Tem gente que lê um enunciado mais complicado e já perde a calma. De fato, os termos técnicos e a linguagem formal podem assustar. Só não dá para usar essa dificuldade como desculpa para abandonar a apostila.

Outras pessoas, então, encontram bodes expiatórios. Elas responsabilizam a cadeira desconfortável ou o barulho para justificar a própria falta de concentração. Sim, um ambiente adequado ajuda nos estudos, mas será que eram esses detalhes que estavam tirando sua atenção?

De início, tudo que o concurseiro precisa é de um pouco de vergonha na cara. Não dá para ter noção da dificuldade se você não tentar o desafio. Portanto, comece, mesmo que seja de qualquer jeito.

2. Tenha paciência com o conteúdo novo

Se você venceu a primeira barreira, pode cair numa segunda armadilha: deixar as matérias difíceis para depois e estudar apenas o conteúdo que já domina. Nesse caso, seu progresso na preparação para o concurso será apenas uma ilusão.

Digamos que você tenha bastante facilidade para Língua Portuguesa. Em poucos dias, revisou a gramática de cabo a rabo e concluiu dezenas de exercícios de simulação. Parece que tudo vai bem, mas como andam os tópicos de Direito Constitucional? Esse conhecimento também já se fixou na sua cabeça?

Aprender informações novas leva tempo. Não se desespere, se houver dificuldade em memorizá-las. Respire fundo, relaxe e retome as leituras com tranquilidade. Técnicas de revisão também ajudam a assimilar o material.

3. Organize seu plano de estudos

Reiteremos várias vezes, aqui no blog, como o plano de estudos é importante para organizar a rotina do concurseiro. Basicamente, você deve distribuir os períodos de leitura e exercícios conforme o tempo livre de sua agenda.

Nos primeiros dias de preparação para o concurso, já é possível identificar quanto esforço será necessário empregar no conteúdo complicado. Por exemplo, para cada dia de Língua Portuguesa, talvez você precise de três dias estudando Direito Constitucional.

Marque esse compromisso no seu calendário. Dê prioridade às matérias mais difíceis e às que sejam novidade para você (sem negligenciar os demais tópicos, evidentemente).

Não se esqueça de quebrar seu grande objetivo – a aprovação – em metas menores. Proponha-se, quem sabe, a concluir um capítulo da apostila por semana. Assim, a cada sexta-feira, você notará um pouco mais de avanço. Essa satisfação pela etapa vencida garante a motivação para continuar em frente.

Ah, e lembre-se das pequenas recompensas. Faça uma pausa para o café com os amigos ou o cineminha com o namorado no domingo. Momentos de lazer servem para recuperar as energias. 😉

Gostou das sugestões? Na sua opinião, quais são as matérias mais difíceis? Deixe um comentário! E aproveite os posts do nosso blog para conferir outras dicas de preparação para concurso. Bons estudos!

 

Cadastre-se e receba nossa Newsletter

Gostou do conteúdo? Inscreva-se na nossa newsletter.