Home Cursos e Concursos Nível médio: veja como ser técnico judiciário do TRF4

Nível médio: veja como ser técnico judiciário do TRF4

635
0
Compartilhe

O último concurso do TRF4 para técnico judiciário ocorreu em 2014. Isso significa que, ao fim deste ano, o certame perde a validade. Uma nova prova deverá ser realizada para preencher as vagas que surgirem no órgão.

Ou seja: já é hora de dar início à preparação, mesmo que o edital ainda não tenha saído. Quanto mais cedo você começar a estudar, mais condições terá de conquistar a aprovação. A seguir, saiba por que investir na carreira de servidor do TRF4.

Atribuições do técnico judiciário do TRF4

Os Tribunais Regionais Federais representam a segunda instância da Justiça Federal em todo o Brasil. A organização julga recursos relativos a crimes federais. Também lida com habeas corpus, mandados de segurança e habeas data contra atos de um juiz federal ou do próprio tribunal.

A 4ª região abrange Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, tendo sede em Porto Alegre. Nos últimos anos, o TRF4 ganhou projeção no noticiário em função do julgamento de casos de corrupção, como as ações relacionadas à Operação lava Jato.

O cargo de técnico judiciário é de nível médio, então você não precisa ter cursado Direito nem qualquer outra faculdade para tentar o concurso. Na área administrativa, compete a esse servidor realizar atividades que auxiliem no funcionamento do órgão. Redação de minutas, levantamento de dados, elaboração de relatórios, emissão de pareceres e controle de materiais são algumas das funções.

Para tanto, a remuneração inicial é de R$ 7.080,20, incluindo o vencimento básico e a Gratificação de Atividade Judiciária (GAJ). No mais, é previsto um adicional por qualificação aos técnicos que passem por treinamentos ou outras capacitações relacionadas à área.

Matérias do concurso para técnico judiciário do TRF4

A Fundação Carlos Chagas foi a responsável pela seleção de 2014. O edital previa 20 questões objetivas de conhecimentos gerais, abrangendo Língua Portuguesa e Raciocínio Lógico-Matemático. Também era necessário responder 30 questões objetivas de conhecimentos específicos, que englobavam noções de:

Direito Administrativo;

Direito Constitucional;

Direito Processual Civil;

Direito Processual Penal;

Direito Previdenciário;

Direito Tributário.

Junto às questões objetivas, os candidatos precisavam entregar uma redação. A prova, de caráter habilitatório e classificatório, tinha duração total de quatro horas e meia.

Como se preparar para o concurso do TRF4

Tomando por base tanto o edital anterior quanto as atribuições do cargo de técnico judiciário, já se tem uma ideia das matérias que serão cobradas no concurso. Por isso, dá para antecipar-se à chamada oficial e começar a preparação desde já.

O curso preparatório TRF 4 – Técnico Judiciário oferece videoaulas que contemplam os principais tópicos do certame. Na modalidade EAD, os alunos acompanham todo o conteúdo em casa, no horário que for mais conveniente. Isso mesmo: você não precisa abandonar o emprego nem comprometer longos períodos do dia para estudar.

Quer mais? O acesso é ilimitado. Você pode assistir às aulas quantas vezes quiser e tirar todas as suas dúvidas.

Confie na experiência de nossos professores. É o ensino renomado do Andresan Cursos & Concursos a seu dispor – e no conforto do seu lar. Aproveite!

Cadastre-se e receba nossa Newsletter

Gostou do conteúdo? Inscreva-se na nossa newsletter.